Como estar mais presente

Estar presente, de corpo e alma nas experiências do dia a dia tem se tornado cada vez mais difícil. Isso porque todo dia recebemos milhares de informações e temos a mania de querer realizar múltiplas tarefas.

Por anos, durante meu trabalho, me via realizando várias atividades ao mesmo tempo: falava ao telefone, respondia e-mail, escutava uma música ambiente, conversava com a pessoa do lado, entregava algum recado para outra, criava alguma peça e assim ia.

Me sentia muito produtivo, porém quando meu dia acabava eu estava esgotado mentalmente e parecia que o dia havia passado em um piscar de olhos. Eu não sabia o que tinha feito durante aquele período, mas o sentimento de exaustão era tão grande que queria chegar em casa, tomar um banho e dormir.

Ao acumular este sentimento durante alguns anos, isso acabou fazendo muito mau para minha saúde física e porque não dizer mental, porém em um certo momento uma luz de aviso acendeu em minha cabeça e entendi que precisava mudar este ritmo.

Eu queria mudar, viver com mais intenção, mais feliz e com um propósito e não somente repetir minhas tarefas diárias igual um robô.

Alias, após 40 anos descobri o verdadeiro significado da palavra robô: O termo robô tem origem na palavra tcheca robota, que significa trabalho forçado.

 

Bem, era assim que me sentia: em um trabalho forçado e sem propósito.

 

Eu cheguei à conclusão que a cada ano que você vive, é mais difícil vivenciar uma experiência que te faça se sentir vivo e encantado.

O que quero dizer, é que quando você tem um ano de idade um ursinho de pelúcia te fascina, já com 20 anos, um ursinho talvez não te fascine mais como antes. Isso porque você já teve aquela experiência de conhecimento, e para superar isso você precisa de novas experiências.

Acredito que seja este o porquê de muitas pessoas comprarem coisas novas para se sentirem vivas e felizes, pois aquilo que as impressionavam antes, não impressiona mais.

Este sentimento da busca por algo novo em coisas, somado ao fato de sempre estarmos insatisfeitos e querendo mais, acaba gerando o consumismo e a frustração.

 

Então, como nos tornamos mais presentes e vivos a cada momento?

 

Hoje, não vou falar somente do minimalismo como saída para estes problemas, pois acredito que minimalismo não seja somente destralhar suas coisas e viver a vida simples. Precisamos lidar com este sentimento de estarmos insatisfeitos e achar o impressionante nas pequenas coisas da vida novamente.

 

BAIXE GRATUITAMENTE O EBOOK MINIMALISMO – 31 MANEIRAS DE SIMPLIFICAR SUA VIDA EM 10 MINUTOS OU MENOS.

 

Pratique dedicar-se totalmente a cada ato: Durante um curso de mindfulness que tive o prazer de fazer, aprendi que devemos fazer uma tarefa por vez.

Ninguém realiza um monte de tarefas ao mesmo tempo, isso é um mito. Normalmente fazemos um pouco de uma, vamos pra outra, pulamos pra outra, voltamos para a primeira e assim vai. No final do dia estamos esgotados e fizemos tudo pela metade.

Foque na atividade do momento e não comece outra atividade até ter terminado a inicial. No meu trabalho, eu costumo fazer uma tarefa de cada vez. Deixo as mídias sociais de lado, o telefone e tudo mais. Pois já pensou como seria escrever este texto interagindo com outras pessoas no whatsapp? Expresse-se totalmente em tudo o que fizer.

 

Desconecte-se um pouco do mundo virtual: Um problema que acompanho diariamente no mundo atual, é o uso excessivo do celular. Seguimos contas no instagram, facebook e outras mídias, na qual em algumas vezes ficamos analisando e comparando se a vida que a pessoa leva naquela foto é mais interessante que a nossa.

Isso nos causa uma certa frustração, além de ficarmos viciados no uso do aparelho.

Pense comigo e faça uma analogia: E se trocarmos o celular por uma garrafa de cachaça? Será que seria normal dormir com uma garrafa de pinga do lado da cabeceira de sua cama? Acordar e a primeira coisa que você pega é a garrafa? Estar conversando com as pessoas e segurando a garrafa na mão sem dar a atenção devida à pessoa que está compartilhando algo com você?

 

Deixe-se expressar fisicamente suas emoções: Abra seu coração, pois quando expressamos nossas emoções de forma plena e fisicamente, liberamos nossa vitalidade.

 

Aproveite cada pequeno momento da vida com atenção e sinta cada experiência do dia a dia. Ainda é tempo de mudar.

Não esqueça de acompanhar…
PODCAST: Conheça o PODCAST do site VIDA MINIMALISTA
VÍDEOS: Assine o Canal do YouTube do VIDA MINIMALISTA
MATERIAIS EM PRIMEIRA MÃO: Faça parte do TELEGRAM do VIDA MINIMALISTA

 

 

Sua avaliação é importante
0 / 5 5